Impasse na guerra comercial deixa Wall Street no vermelho

Os três principais índices norte-americanos abriram em queda no primeiro dia de negociação da semana, uma vez que segunda-feira a bolsa nova-iorquina encerrou por ocasião do Dia do Presidente. Os investidores mostram-se cautelosos enquanto se aguardam mais desenvolvimentos nas negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China. A retalhista Walmart contraria o sentimento negativo após a apresentação de resultados que superaram as expectativas.

O generalista S&P 500 cede 0,29% para os 2.767,45 pontos, o industrial Dow Jones desce 0,20% para os 25.830,64 pontos e o tecnológico Nasdaq desliza 0,22% para os 7.455,63 pontos.

Os investidores mostram cautela enquanto se aguardam novas conversações entre altos representantes das duas maiores economias no mundo, agendadas para o final desta semana. De acordo com os presidentes de ambas as nações, as negociações comerciais estão a progredir favoravelmente, não sendo, contudo, conhecidos detalhes que consubstanciem estas informações.

A nota positiva recai sobre o Walmart, que valoriza 3,20% para os 103,19 dólares. Esta, que é a maior cadeia tradicional de retalho do mundo, reportou resultados que superaram as estimativas dos analistas, sustentados por vendas comparáveis acima do esperado na última época festiva.

O desempenho foi sustentado pelo bom momento da economia e pelas compras de e-commerce. As vendas online cresceram 43% no último trimestre. Há mais de quatro anos que o Walmart regista um crescimento contínuo no mercado norte-americano.